NOTÍCIAS

25/03/2022

Empregados da Ebserh rejeitam proposta e levam contraprosta à empresa



Por maioria, assembleias em todo o Brasil tiveram como resultado a rejeição da última proposta que apresentava percentuais de reajuste diferenciados para empregados. Nessa sexta, 25, entidades vão apresentar à empresa uma contraproposta da categoria.

 

Esta semana foram de decisões para empregados e empregadas da Ebserh de todo o Brasil. A categoria de Mato Grosso do Sul avaliou em assembleias realizadas presencialmente e virtualmente, entre os dias 21 e 23 de março sobre uma contraproposta apresentada pela direção da Ebseh. A resposta da maioria deve ser apresentada à empresa na sexta-feira, 25 de março.

 

Diante da apresentação da empresa, que propõe via ACT um reajuste de 20% para assistentes administrativos e área técnica e 13% para as demais áreas, condicionada a aceitação da mudança de base de cálculo da insalubridade para salário-mínimo, com diferenças salariais na PFNI não reajustável, os Profissionais em Mato Grosso do Sul, votaram não!

 

“Os trabalhadores reunidos nas assembleias demonstraram indignação com o tratamento dado pela empresa, que além de apresentar uma proposta decepcionante, tinham claro objetivo de dividir a categoria, mas os trabalhadores reagiram e deram seu recado, a contraproposta foi aprovada, acabando com as diferenças e valorizando os empregados. Os trabalhadores da EBSERH merecem respeito, valorização e um reajuste digno, vamos lutar o quanto for necessário para alcançar estes objetivos”, enfatizou o Secretário Geral do SINTSEP-MS, Wesley Cassio Goully.

 

A direção da Ebserh vem tentando interferir no processo de decisão dos empregados (as) numa atitude considerada prática antissindical. É importante que cada um entenda a proposta e possa tomar sua decisão a partir da própria ótica e não influenciados pela visão da direção da empresa. Por isso, a participação de todos e todas nas assembleias é crucial.

 

Além de continuar insistindo em alterar e reduzir a base de cálculo da insalubridade, a Ebserh ofereceu reajuste de 20% para os ocupantes dos cargos de Assistente Administrativo e Técnico e de 13% para os demais cargos sobre a tabela salarial vigente, sem retroatividade.

 

Ao oferecer percentuais diferentes para os empregados, a empresa apresentou proposta com potencial de dividir a categoria, mas acabou surtindo efeito contrário. A categoria se uniu em torno de uma contraproposta que será apresentada nessa sexta à direção da Ebserh.

 

Na contraproposta os empregados buscam reajuste linear para todos os empregados e empregadas, estendido aos benefícios, incluindo retroativo. A categoria também cobra a manutenção de todas as cláusulas do ACT atual. A insalubridade segue ponto inegociável.

 

Além do reajuste linear, os empregados também buscam o valor de R$600 acrescido ao salário de assistentes administrativos, sem qualquer condicionante.

 

:: Confira aqui a íntegra da proposta apresentada pela Ebserh

:: Confira aqui a contraproposta apresentada pela Condsef/Fenadsef

 

 

 
VOLTAR