NOTÍCIAS

29/11/2018

Etapa Distrital da 6ª Conferência Nacional de Saúde Indígena acontece na cidade Gravatá, no Pernambuco



Assessoria SINTSPREV-MS com Beth Almeida, Comunicação Sesai

A Etapa Distrital da 6ª Conferência Nacional de Saúde Indígena está sendo sediada na cidade de Gravatá, em Pernambuco. O Coordenador Geral do SINTSPREV-MS, Élio Araújo Oliveira está participando na qualidade  de observador, com indicação feita pelo Conselho Nacional de saúde e pela CISI (Comissão Intersetorial da Saúde Indígena) e representando a CNTSS (Confederação Nacional dos Trabalhadores da Seguridade Social).

Um ritual com participação de pajés de todos os povos indígenas de Pernambuco marcou o início da solenidade.

"Estamos em cerca de 300 delegados para discutirmos entre 101 propostas, quais serão encaminhadas para a etapa nacional, a ser realizada em maio de 2019. Estamos divididos em grupos com sete eixos temáticos: Articulação dos sistemas tradicionais indígenas de saúde; Modelo de atenção e organização dos serviços de saúde; Recursos humanos e gestão de pessoal em contexto intercultural; Infraestrutura e saneamento; Financiamento; Determinantes da saúde; e Controle social e gestão participativa para discutir o futuro da saúde indígena no país, com especial atenção às diretrizes que vão nortear a o aprimoramento da Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas (PNASPI). ", disse o Coordenador Geral do SINTSPREV-MS, Élio Araújo Oliveira

Após a solenidade de abertura, Issô Truka e Carmem Pankararu, representante dos trabalhadores da saúde indígena, falaram conjuntamente aos participantes da conferência, lembrando os objetivos do encontro e os desafios a serem enfrentados no Subsistema de Atenção à Saúde Indígena do Sistema Único de Saúde (SasiSUS), como a integração dos sistemas de informação da saúde indígena aos sistemas de informação do SUS e a modalidade de contratação dos profissionais de saúde que atuam nas aldeias. Issô Truká também fez um historiamento do protagonismo indígena aos longos das conferências nacionais de saúde indígena, mostrando o crescimento da participação a cada edição, principalmente a partir da 3ª Conferência, o que representou mais um passo nos avanços representados pela Constituição de 1988, não só com relação à assistência em saúde, mas também à autodeterminação dos povos originários.

A próxima etapa da Conferência Nacional de Saúde Indígena será realizada em Campo Grande-MS, de 03 à 07 de dezembro, no Hotel Chácara do Lago, localizado na Rua Bom Retiro, 1098.

 

 
VOLTAR