NOTÍCIAS

15/10/2018

Haddad: Reforma da Previdência será, no 1º ano, para o serviço público



BRASÍLIA  -  O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, afirmou nesta quinta-feira (11), em entrevista ao "Jornal da Band", que fará uma reforma nos regimes próprios de previdência, responsáveis pelo pagamento de pensões e aposentadorias para os servidores públicos, no primeiro ano de governo e que negociará depois mudanças para os trabalhadores do regime geral.
 
Haddad não descartou propor uma idade mínima para aposentadoria dos trabalhadores, mas disse que isso será debatido "numa grande mesa de negociação" após a primeira etapa da reforma. "No primeiro ano vamos só mexer no regime público e depois propor a convergência dos dois regimes para um só e discutir todas as variáveis do modelo", disse.
 
Segundo o petista, os regimes próprios representam 50% do problema previdenciário. "Vamos mostrar que alguns Estados quebraram e vamos precisar de reforma para que os trabalhadores voltem ar receber", disse.
 
O petista, contudo, buscou marcar uma diferença em relação ao governo Temer, que propôs uma reforma da Previdência mais ampla, e disse que não colocará "em apuros" o trabalhador rural e os que recebem benefícios assistenciais, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC), voltado para portadores de deficiência e idosos de baixa renda. Os dois grupos são responsáveis pela maior fatia do déficit previdenciário do governo federal. 
 
Fonte: Valor Econômico
 
 
VOLTAR